Por sugestão de uma amiga interessada em reunir o grupo e incentivar a leitura, criamos de forma bastante informal, um CLUBE DE LEITURA que está em plena atividade e já debate (outubro de 2011) seu quarto livro. Nossos encontros são mensais e  recheados de muitas discussões. Como não somos experts, muito menos críticos literários, debatemos os sentimentos que os livros nos proporcionam, o que tem se mostrado muito rico do ponto de vista do crescimento individual e da convivência coletiva fraterna.
         A criação deste Blog é para que registremos a trajetória do Clube. O nome TOSCANA, surge para homenagear  aquela região italiana que, após  uma viagem que fizemos ( entre 11 casais)  para visitá-la, em abril de 2011, ela ficou indelevelmente marcada nos nossos corações. Como a criação do CLUBE DE LEITURA,  decorreu da parceria desenvolvida naquela viagem, a continuidade  do convívio daquele grupo (hoje ampliado), também justifica a homenagem.
         Este  Blog, que é restrito às participantes do CLUBE DE LEITURA TOSCANA, poderá conter  toda espécie de comentários, sugestões e propostas referentes a livros (lidos ou não), filmes, músicas,  peças teatrais e/ou shows , sobre os quais queiramos compartir impressões.
Bem vindas amigas!

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Reunião de 15 de dezembro de 2017


Ata de nossa reunião de 15 de dezembro de 2017

Hora: 19h 30min
Lugar: Restaurante 72NY, na Av. Nova York, 7272
Livro: Dias de Abandono,  de Elena Ferrante
Nossa reunião de dezembro foi realizada a convite da Andrea, para iniciar as comemorações de seu aniversário, em 15.12.  Compareceram nove integrantes do Clube: Andrea, Cléo, Denise, Evelyn,  Karin, Lídia, Lise, Suzana e Titina. 
Fomos recebidas com pães, queijos, patês, espumante rosé, vinhos e refrigerantes, e houve muita confraternização.  A seguir, foi tirada a foto oficial e fiz uma breve  introdução sobre a enigmática autora, cuja identidade, não é conhecida.  Há indícios de que se trate da esposa do escritor italiano Domenico Starnone, de grande destaque na Itália, Anita Raja.  A história  versa sobre a separação da personagem Olga que, após quinze anos de casamento, é abandonada por Mario. Com seus  dois filhos, um cachorro e nenhum emprego, é relatado todo o sofrimento da personagem, com momentos de desatino. A narrativa envolve amor, traição, abandono e várias outras questões.  Houve muita discussão e foram lembrados e comentados casos reais parecidos.
Houve a troca de presentes do amigo secreto. O livro mais escolhido como presente foi o Livro do Jô, grande sucesso, lançado no fim do ano, e que foi a escolha de quatro das integrantes do Clube para presentearem as amigas.
A seguir, chegou a Arlete, recebida com muita alegria.
Jantamos, salmão ou filé com brie, deliciosos.
 Houve a votação do melhor livro do ano, vencido pelo “Rio das Flores”, com 5 votos, ocupando o segundo lugar “Stoner”, com 4 votos.
E assim se encerrou, em alto estilo, nosso ano literário.  Que venha 2018!  Boas férias e leituras a todas.  Em março será marcada a primeira reunião de 2018, em que serão comentados os livros lidos no período de veraneio.
Até lá, meninas, boas leituras para todas!
Titina

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Ata de nossa reunião de 21 de novembro de 2017




Ata de nossa reunião de 21 de novembro de 2017

Hora: 19h 30min
Lugar: Restaurante Vinum, na rua Marquês do Herval, 52
Livro: Os Novos Moradores,  de Francisco de Azevedo


Nossa reunião se iniciou às 19h30min, no andar superior do restaurante Vinum.  Algumas integrantes se atrasaram  (aniversários, compromissos, etc.) mas, pelas 20:00, já estavam presentes todas as amigas que compareceriam: Andrea, Cléo, Evelyn, Karen, Karin, Lídia, Lise, Suzana e Titina. 

Desta vez foi a Lídia  quem fez uma breve  introdução sobre o autor, breve porque ele que já era conhecido de outros  encontros uma vez que é o terceiro livro dele que lemos no Clube (“O Arroz de Palma” e “Gabito”).  Trata-se de um escritor brasileiro, que também é dramaturgo e ex-diplomata.  A história se passa no bairro da Gávea, no Rio de Janeiro, em duas casas geminadas, uma cinza, em que reside uma família severa, e outra colorida, com integrantes mais leves. A narrativa envolve segredos, amor, família, dificuldades com a situação de incesto que acontece em uma das famílias.  Com o andar dos acontecimentos, as pessoas saem do local que ocupam na família, passando a ocupar novos espaços e testando novos limites. Houve muita discussão (como sempre).  Algumas amigas gostaram, e até adoraram.  Outras, contudo, não gostaram, em especial por acharem que não houve maior aprofundamento dos personagens que parecerem aceitar de bom grado  e sem maiores angústias situações bastante complexas que ocorreram no desenrolar da história.

Foi tirada a foto oficial e sorteamos o “já-tradicional” amigo secreto de Natal.  Comemos pãezinhos, patês, bruschetas de tomates durante o debate, jantando, a seguir, com pedidos a la carte de polvo, sorrentinos, filés.  De bebida, espumante, vinhos brancos e tinto, além de água e refrigerantes.  Pelas 22 horas, aproximadamente, se encerrou a reunião.  Mas apenas para a maioria das integrantes, pois a Cléo e a Lise esticaram o encontro por mais um bom tempo, conversando animadamente noite adentro , hehe, como se pôde constatar com as fotos por elas enviadas no grupo de whattsapp. 

A Andrea convidou as amigas para comemorar o seu aniversário no próximo encontro, dia 13.12, no Restaurante Nova York, 72, quando debateremos o livro Dias de Abandono, de Elena Ferrante.  Nesta data será também realizado nosso amigo secreto de Natal.

Até lá, meninas, boas leituras para todas!

Titina.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

REUNIÃO DE OUTUBRO DE 2017



Ata de nossa reunião de 23 de outubro de 2017 
Hora: 19h 30min 
Lugar: UM Bar & Cozinha 
Livro: Stoner, de John Williams 

Nossa reunião começou se iniciou às 19h30min, nesse novo bar, e restaurante, e “wine store” que muitas ainda não conheciam. Foi ótima! Compareceram quase todas as integrantes do Clube de Leitura Toscana: Andrea, Cléo, Denise, Evelyn, Karin, Lídia, Lise, Malu, Suzana e Titina. 

O aperitivo foi de queijos, frios, pães, champagne rosé e vinho branco. Iniciado o aperitivo, foi feita a introdução, com um breve resumo da vida do autor,John Williams,americano, nascido em 1922, criado no nordeste do Texase que viveu até 1994. No livro, é contada a vida deWilliam Stoner, filho de humildes camponeses. Conforme resumo do site da Cultura, no livro é contada a vida de Stonerque,emboratenha nascido destinado a trabalhar a terra como seus antepassados, acaba, por acaso,adotando um caminho diferente e, motivado por sua paixão pela literatura, torna-se professor universitário. Ele casa, tem uma filha, passa pelos altos e baixos da vida, adoece, morre.Os cinquenta anos da vida de William Stoner são narrados com grande precisão e sensibilidade através de um estilo simples e elegante. São descritos seu progressivo e doloroso afastamento da família, as relações complicadas com os colegas, as amizades tragicamente marcadas pela guerra, a difícil vida conjugal, o intenso e impossível amor clandestino com uma professora mais jovem. Stoner reage às provações da vida com aparente impassibilidade e silencioso estoicismo, 
emergindo como um inesquecível e improvável heroi da vida cotidiana.As integrantes do clube gostaram muito do livro,(com poucas exceções), que gerou boa discussão.  O debate foi intenso e muito interessante.
A seguir, jantamos, com menu do Chef Carlos Kristensen: 
- entrada de mil folhas de queijo colonial, com chimia de bergamota e saladinha verde; 
- como prato principal escolheu-se entre pirarucu, com creme de milho crioulo e mini legumes assados ou arroz negro caldoso de polvo; 
- de sobremesa, sorvete de guabiroba. 
Tudo ótimo! Todas adoramos! 


Titina. 

terça-feira, 17 de outubro de 2017

REUNIÃO DE SETEMBRO DE 2017






Hora: 19h 30min
Lugar: Karin Moraes
Livro: O Lírio do Vale, de Honoré de Balzac
Nossa reunião começou às 19h30min, no lindo e aconchegante apartamento da Karin.  Foi ótima! Compareceram todas as integrantes do Clube de Leitura Toscana: Andrea, Cléo, Denise, Evelyn, Karen, Karin, Lídia, Lise, Malu, Suzana e Titina.  Fazia tempo que não se conseguia esse quórum. Sucesso total!
A reunião foi realizada na Karin que convidou as amigas para comemorar o seu aniversário. O jantar foi todo ele elaborado carinhosamente pela querida anfitriã, e consistiu em: pãezinhos, queijos, frios, patês e caponata de entrada, camarão com gorgonzola, couve flor, e brócolis, com batatas assadas.  De sobremesa,  tortas Leckerhaus.  Tudo ótimo!  Jantamos com vinho branco e tinto.
Voltando à reunião, após o brinde inicial, as amigas deram um presente  para a aniversariante,  um lenço Armani, gentilmente escolhido pela Lídia.  Tiramos a foto e passamos ao debate.
Desta vez, quem fez a introdução, falando sobre Balzac, foi a Suzana, compartilhando as aulas do prof. Moreno na recente viagem que fez com a Malu pela França, visitando locais em que viveram grandes escritores franceses, dentre os quais Balzac.  A Suzana falou sobre a vida de Balzac, sua rejeição pela mãe, dificuldades com dinheiro, sobre a Comédia Humana, os costumes da época, e o destaque de Balzac como grande conhecedor da alma feminina.  A seguir, a Lídia falou sobre o Romantismo, escola literária do século XIX e a valorização dos romances epistolares.  Houve muita discussão sobre Henriette, seu caráter, sua personalidade, dividindo-se as leitoras em interpretá-la como apaixonada ou manipuladora.   O debate foi intenso e muito interessante, embora nem todas tenham lido o livro até o fim.
Por fim, foram marcadas as datas dos próximos três próximos encontros:
23.10 - Stoner de John Willians;

22.11 - Os novos moradores de Francisco de Azevedo;
13.12 - Dias de Abandono, de Elena Ferrante.
Agendem-se, até a próxima reunião e boas leituras para todas!
Titina.


quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Ata de nossa reunião de 15 de agosto de 2017


Hora: 19h 30min
Lugar: House cafe Bistrô, na Dona Laura, 19
Livro: O Mar, de John Banville


Nossa reunião começou se iniciou às 19h30min, e, como sempre, foi ótima! Compareceram, Andrea, Cléo, Evelyn, Karen, Karin, Lídia, Lise, Suzana e Titina.  A Denise e a Malu não foram porque estavam viajando, na Rússia.

O local, escolha da Cléo, já era conhecido de todas, porque muitas reuniões já foram feitas lá.  O restaurante abriu exclusivamente para o Clube de Leitura, como nas outras vezes, permitindo total privacidade. E o jantar consistiu em: mini pãezinhos artesanais com manteiga de ervas, mini folhas orgânicas com queijo de cabra e redução de cereja, e de prato principal as amigas escolheram entre lascas de bacalhau e filé. De sobremesa, brigadeiro quente com gelato de creme e mini macarons. Tudo muito bom, jantamos com vinho branco e tinto.
Após o brinde inicial, a clássica foto e, então, passamos ao debate.

De início fiz um muito breve resumo sobre o autor, William John Banville (8 de dezembro de 1945), que escreve como John Banville e às vezes como Benjamin Black. Trata-se de um escritor irlandês, romancista, adaptador de peças de teatro e roteirista.  Reconhecido pelo seu estilo de prosa preciso, frio, forense, que vem sendo considerado "um dos romancistas literariamente mais imaginativos escrevendo na língua inglesa atual"  tendo ganho muitos prêmios literários, inclusive o Man Booker Prize em 2005 pelo livro O Mar, justamente. Ele tem sido descrito como o "herdeiro de Proust, via Nabokov.

O livro foi apreciado por poucas amigas, na verdade só pela Cléo e pela Titina.  Todas as demais não gostaram muito. Resumindo rapidamente o livro, o personagem principal é Max Morden, um historiador de arte que perde a esposa Anna depois de um período doente. A partir daí decide voltar a cidade litorânea onde passava as férias de verão com a família, na infância. O personagem relembra as pessoas que conheceu naquele época e que lá viviam; o encantamento que tinha pela família Grace e a admiração que tinha pela mãe,  Sra. Connie, a paixão por Chloe Grace, o primeiro beijo no cinema, a percepção de realidade por estar ao lado dela; os dedos unidos por uma membrana de Myles, irmão gêmeo de seu amada; fala sobre o pintor francês Pierre Bonnard; recorda de quando conheceu Anna em uma festa e como ela chamou sua atenção; o temor que sentiu quando a esposa estava grávida da filha Claire; a mulher no leito de morte; os dias na praia, antes e agora e tem grandes reflexões sobre a vida e a morte.

Por fim, foi marcada a data do próximo encontro para o dia 27/09 (quarta-feira), para discussão do livro O Lírio do Vale, de Balzac.  E foi escolhido o livro que leremos a seguir: Stoner de John Willians.
Até lá e boas leituras para todas!
Titina.