Por sugestão de uma amiga interessada em reunir o grupo e incentivar a leitura, criamos de forma bastante informal, um CLUBE DE LEITURA que está em plena atividade e já debate (outubro de 2011) seu quarto livro. Nossos encontros são mensais e  recheados de muitas discussões. Como não somos experts, muito menos críticos literários, debatemos os sentimentos que os livros nos proporcionam, o que tem se mostrado muito rico do ponto de vista do crescimento individual e da convivência coletiva fraterna.
         A criação deste Blog é para que registremos a trajetória do Clube. O nome TOSCANA, surge para homenagear  aquela região italiana que, após  uma viagem que fizemos ( entre 11 casais)  para visitá-la, em abril de 2011, ela ficou indelevelmente marcada nos nossos corações. Como a criação do CLUBE DE LEITURA,  decorreu da parceria desenvolvida naquela viagem, a continuidade  do convívio daquele grupo (hoje ampliado), também justifica a homenagem.
         Este  Blog, que é restrito às participantes do CLUBE DE LEITURA TOSCANA, poderá conter  toda espécie de comentários, sugestões e propostas referentes a livros (lidos ou não), filmes, músicas,  peças teatrais e/ou shows , sobre os quais queiramos compartir impressões.
Bem vindas amigas!

sábado, 8 de dezembro de 2012

Reunião de Final de Ano


É 5 de dezembro de 2012, e hoje, as 19:30h, nos reuniremos para debater dois livros, dos quais um eu não li. Vai chegando perto da hora e não consigo vencer minhas tarefas, começo a sufocar de angustia pensando no desapontamento da Presidenta Lídia se eu me ausentar... Já a Evelyn, que nunca faltou, teve que abdicar, se eu, que não sou exemplo de frequência, também não vier... logo eu, que tenho sido sustentada como redatora apesar de todo o meu mau comportamento... bah! E hoje ainda tem amigo secreto! Tenho que conseguir...

Vou em frente, corro pra levar filho pra cá, buscar o outro lá, esquento pizza, tenho que descer com os cachorros, dar comida pra eles também. Que droga, nessa casa todo mundo depende de mim, tenho que sair... –“Manhêêêê”- Juro que quando ouço este grito me arrepio dos pés a cabeça. Gente, eles já tem mais de 18 anos e ainda tão nessa. Deve ser culpa minha! Bom, abro a porta do quarto e relaxo ao saber que só esqueci o Ketchup. –“Puxa, Cathy, a mãe já te disse que hoje tem a última reunião do ano do Clube de Leitura. Não poderias buscar sozinha ???”- Ela me fita com aquele olhinho azul que tem desde que nasceu e pisca  como se eu  tivesse dito algo muito violento, ainda por cima faz beiço e vira a cabeça de lado já pedindo desculpas. Esta é a minha estudante de Direito, estagiária do Tribunal de Justiça que ganha comida na cama até quando a mãe está atrasadíssima...

Bom, cheguei! Nada menos que uma hora de atraso. Dou um beijo geral e me sento ao lado da anfitriã, Karen que já me serve uma taça de espumante. Estão discutindo O Sentido do Fim, o tal livro que eu não li. Que situação... Os debates naquele momento pairavam sobre a diferença entre arrependimento e remorso e, no calor dos depoimentos, a Denise me diz: - Dedéia, põe no Google! Obedeci imediatamente,  conseguiria assim participar, mesmo sem ter lido. Enquanto o meu Blackberry, lentamente fazia a busca, percebi que muitas já haviam falado sobre situações de remorso ou arrependimento nas suas vidas e que uma consolava a outra:-"Não, mas como irias saber que isto iria acontecer; não é tão grave quanto pensas; fizeste porque te parecia o certo naquele momento....”  As amigas, sempre ajudando, uma tentando tirar da outra o peso de uma má escolha ou de um ato impensado. Leio a pesquisa do Google, chegamos a conclusão que o remorso tem muito mais a ver com sentimentos e é bem mais dolorido que o arrependimento.

Graças a Deus, a Presidenta passou para o segundo livro da noite, 50 Tons Mais Escuros . Respiro aliviada, pois deste eu estava por dentro, hehehehe. A admiração por Christian Grey continua.  As emoções deste livro, o tornaram mais empolgante que o primeiro da série, mas várias colegas não acabaram de ler. Eis que me dou conta que a belíssima Arlete, extra-super- produzida, com vestido estampado justo e sandálias em pan-dan, está garbosamente deitada numa chaise long, com um copo de espumante na mão e rindo do nosso deleitoso debate. –“Arletinha, mas o que tu estás fazendo aí?”- Ela me responde, com toda a tranquilidade, que não leu o livro, porisso se apartou para nos observar... Que medonha! Nos fixamos um pouco no tratamento psiquiátrico do Christian e no método do Dr. Flyn e, novamente vários são os depoimentos pessoais sobre os benefícios da terapia e de quanto é importante poder falar de nós e ter quem escute nossos medos, angústias, problemas, ou um simples relato daquilo que estamos vivenciando.

Jantar está pronto e lá vai o Clube se deliciar com os quitutes da Karen,  atenciosíssima não deixa faltar nada. Até o Pedro faz uma chegada triunfal, mas logo se recolhe para nos deixar à vontade.  Fomos conversando sobre outros assuntos, filhos, casas, obras, preços, até que Lídia deu a deixa.... É hora do amigo secreto. Todas correm para pegar suas sacolinhas e embrulhos, enquanto a Presidenta , a Denise e a Titina preparam os papeizinhos. Após um rápido sorteio, Cléozinha se oferece para iniciar. 

Cléo enche de elogios sua amiga secreta e presenteia Lise com “O Tempo entre Costuras”; Lise com seu jeitinho maroto chama sua amiga secreta Malu para receber “A Melhor História Está por Vir”; a viajada Malu oferece para Karin “A Parisiense”, esta última adora a escolha e chama Denise para receber “O Plano Infinito” de autora (Isabel Allende), que ela admira muito.  A Pequena Notável presenteia L’amour com “ Elogio da Madrasta” e Arletinha, muito organizada, chegou a comprar dois livros, pois queria adequar o regalo a quem iria receber...adivinhem...ganhei “Algemas de Seda”, coitado do meu marido...Bem, eu, que sou saudosista dou pra Cléo uma edição de capa dura de Anna Karenina, diga-se de passagem, tive sucesso com a minha escolha! A Cleozinha havia iniciado, então recomeçamos com a Suzana (super quietinha nesta reunião) que presenteou Lídia com “Equador” do português Miguel de Souza Tavares. Lidia, sempre querida , honrou nossa anfitriã oferecendo “A Pequena Abelha”, enquanto Karen deu a Titina “A Montanha e o Rio”. Titina teve que achar graça quando chamou sua amiga Suzana para receber “A Barba Ensopada  de Sangue”, as duas tinham caminhado juntas e Titina já havia comentado sobre o livro com a Su.

Ufa, quantos nomes e títulos.... Mas é muito legal o clima que o Clube de Leitura Toscana está vivendo. Cada vez mais cumplicidade, cada vez mais amizade, sempre mais conhecimento. Pena que a Evelyn, nossa companheira mais assídua depois da líder, não pôde vir. Será homenageada com um livro pela sua frequência e serviços prestados ao clube. Saudades Evy! Após a sobremesa, Arlete já tinha que ir, depois foi a Karin e nós ficamos ali, jogando conversa fora...até que, de repente, meu telefone toca.!.!.!. O número já demonstra que a ligação vem da Turquia, mas eu não o conheço. Atendo e para nossa alegria é o Cláudio, todo feliz com a classificação. Brincamos no viva voz, ele fez aquelas piadas que sempre nos fazem rir, falou dos 50 tons, disse que vai arrumar um turco pra Dedê, enfim, não vê a hora de estar conosco.  

No final, a combinação é que nos encontraremos em março, tendo lido, cada uma, o livro que recebeu da sua amiga secreta e apresentando para as demais a respectiva obra. Fica a alegria de mais um ano de convivência  e amizades consolidadas. Desejo Feliz Natal a todas as famílias e que o Novo Ano chegue cheio de saúde, alegria, amor e muita tolerância, pois neste mundo corrido em que vivemos, precisamos, cada vez mais, compreender o próximo com suas características diferentes, para podermos conviver em harmonia. Beijos a todas, AMO VOCÊS!

REUNIÃO DO DIA 05/12/2012


segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Querida Titina!
Obrigada pela ata. Traduziu fielmente o clima da reunião!
Boa a lembrança de aproveitar a Feira do Livro para adquirir "os próximos".
beijos
Lidia

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Reunião do dia 16/10/2012 - O Último Judeu



Queridas amigas,

Dessa vez coube a mim fazer a ata do nosso encontro no dia  16.10.2012, na casa da querida Lise.  O encontro foi ótimo! A anfitriã, perfeita, nos acolheu com muito carinho e tapas, patezinhos, salada, risoto da camarão e, de sobremesa, uma deliciosa torta de doce de leite e sorvete de creme com molho de frutas vermelhas, tudo regado a bastante champagne (corremos perigo na volta, com medo de cair em alguma blitz balada segura), refrigerantes etc.  Foi uma reunião ótima, e só nos resta lamentar as ausências, todas involuntárias, das integrantes do Clube que não puderam comparecer.

Fizeram-se presentes, além da gentil anfitriã Lise, nossa querida presidente Lídia, sempre perfeita na direção dos trabalhos, impedindo nossa  indevidas divagações fora do assunto, e as amigas Cléo, Evelyn, Karin, Suzana e eu.

O Último Judeu foi bem debatido e, no geral, todas gostaram muito da leitura.  Foi um livro que trouxe muita informação sobre a realidade da inquisição na Península Ibérica, em especial na Espanha, de 1490 a 1570 aproximadamente.
Surgiram várias idéias para o nosso próximo livro e, por fim, foram votados dois livros:  “Cinquenta Tons Mais Escuros”, que já estava prometido e que muitas já adquiriram, ansiosas em acompanhar as aventuras de Anastácia e Christian Grey, e também “O Sentido de Um Fim” de Julian Barnes. 


Esse segundo livro é pequeno, e se constitui em uma sugestão do clube co-irmão de Miami.  Essa sugestão já havia sido feita há mais tempo, mas só agora houve a tradução do livro para o português, permitindo-nos a leitura.

Outros livros foram mencionados, cogitados e votados, perdendo porém para o Christian Grey (imbatível) e para a sugestão do clube co-irmão. Além disso, pesquisando na internet, analisei os livros escolhidos como os melhores de 2009, 2010, e 2011 do Clube de Leitura de Icaraí.  Trata-se de um clube antigo, que funciona há uns bons dez anos, e que tem uma constituição parecida com a do nosso querido Clube da Toscana.  A pedido da Presidente, relaciono três livros bem votados nesses anos (2009 a 2011), para registro,  eventual adoção nos próximos meses, para que se possa ir pensando neles e até como sugestão para as  amigas que desejarem adquiri-los na Feira do Livro, que se inicia na próxima sexta-feira:

Foram analisados e votados:
-       Crônica na Pedra de Ismail Kadaré;
-       O Mal de Montano de Enrique Vila-Matas;
-       Serena de Ian McEwan;

Foram bem votados no Clube de Icaraí de 2009 a 2011:
-       Crime e Castigo – Dostoievski;
-       O Outro Pé da Sereira – Mia Couto;
-       A Máquina da Fazer Espanhóis – Valter Hugo Mãe
   
    Por fim, registre-se que o nosso próximo encontro será no dia 05 de dezembro, quarta-feira, na casa da querida Karen.  Como novidade, esse ano será feito um amigo secreto na nossa última reunião.  O sorteio será realizado pela internet, mais perto da data, e o valor do presente ficou estipulado entre R$ 50,00 e R$ 100,00.

Até lá e boas leituras para todas!

Titina


quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Editora oficial!
Mais uma vez te superaste!
Após este fidedigno testemunho recheado de ilustrações, penso que poderemos ir armazenando os  registros dos nossos encontros para, talvez mais tarde, publicá-los...ou....
Obrigada Andréa por nos receber tão carinhosamente na tua casa. O clima estava efervescente de tanta animação! Penso que o "tema" foi o causador do frisson!
Valeu muito!! Vamos ao Proust!
Até outubro!
bj Lidia

                                             

                         50 Tons de Cinza




   A reunião não poderia ter sido mais divertida, aliás, começava já com um cartaz de boas vindas, indicando o caminho do Quarto Vermelho da “Dor”...



   No andar superior se ouvia música clássica ao piano, lamentavelmente, não era Christian Grey quem tocava... Ele não veio pessoalmente, mas estava no imaginário de cada uma de nós inspirando um amplo debate . 

   Nos sentamos ao redor de uma mesa com queijos, frios, grissinis e bebemos vinho branco, espumante e vinho tinto, de acordo com as preferências. Nossa Presidenta Lídia, de novo visual, com cabelos curtinhos muito joviais, autorizou o início da reunião, ainda sem a Malu, bem atrasada. Titina apresentou a autora E L James que, inspirada no Crepúsculo, escreveu já de primeira, um best seller , ou melhor uma trilogia que apaixonou leitores ( provavelmente mais leitoras) em todo o mundo.  

  A primeira explanação foi da Cléo, com anotações em bloquinhos variados, nos lembrando da sequência dos fatos. Cada uma de nós tinha algo a acrescentar, alguma sensação a dividir, alguma história de “amiga “   pra contar. A verdade é que pensávamos em  ler um romance sadomasoquista - e isto havia amedrontado a maioria - e acabamos lendo uma Cinderela moderna, uma Sabrina apimentada.  Encontramos na história aquilo que achamos que pudesse ser a solução ou um novo caminho para os casamentos e relacionamentos.

  Sim, o tal do Sr. Grey era um controlador e isto deixou a Lise e a Suzana meio de cara, mas por outro lado o que ele proporcionava para a Anastásia foi considerado pela Karin como um investimento na relação. As palmadas foram doídas, porém todas queríamos ter andado de helicóptero ou de planador. Todas ainda estamos curiosas em saber porque ele não quer ser tocado. A Arletinha ficou meio confusa com a calça caída e surrada, pra ela parecia coisa de gente muito jovem, não pro bico dela... A Evelyn, ao contrário ficou caidinha pelo Christian, eu também, e pelo que pude notar a Lídia e a Titina não ficaram indiferentes. Denise comentou o silêncio dos casais que precisam de elementos externos para trazer emoção até mesmo a uma simples conversa. Quem não queria todas aquelas atenções, toda aquela preocupação e cuidado, toda aquela extensão??? Pra Karin e pra Cléo ficou algo a desejar, afinal, a tão valiosa pérola tem dois furos... A Malu também achou que as emoções foram poucas... Na época daquele famoso internato, já se lia coisa bem mais picante! 

   Fomos pra mesa principal onde nos esperavam os quiches da Arletinha com uma bela salada. Eis que vem a tona que uma de nós já teve um affair com um bem feitor tipo Christian Grey. Imaginem quem??? A que foi pra Internet pesquisar, e seguiu os passos da Anastásia... . Segundo a Evelyn(amiga muito chegada desta colega do clube), ele corria atrás dela, enchia de presentes e de atenções e pasmem... A pessoa enjoou do cara, pode??? 



     Bom, veio o doce, e com ele a necessidade de escolher o próximo livro! Esta história de O Ultimo Judeu não colou... Nosso grupo gosta de desafios, de frio na barriga, de pular de A Lebre com Olhos de Ambar  para 50 Tons de Cinza ! Karen Teixeira, ATENÇÃO, estamos mudando o livro... As sugestões eram várias mas, é claro, optamos pela mais ousada. Enfim, para o dia 15 de outubro, na casa da Lise, vamos ler:


 Antes do final do encontro, Cleozinha nos surpreende com o sorteio de uma anágua vermelha da Parisii. A vencedora foi a Evelyn, pois usava peça de vestuário necessária para a premiação... No entanto, em um gesto de reconhecimento a minha situação... ela resolveu doar a peça sedutora para esta amiga que vos relata - adorei!!! Na verdade impossível descrever a descontração do nosso encontro. Foi uma delícia. Obrigada a todas que vieram pelo testemunho sincero de cada uma.

Adoro vocês,
Bj

Andrea





terça-feira, 21 de agosto de 2012


Queridas amigas leitoras,

 

Muito bom nosso encontro! Demorei para fazer o registro, por falta de tempo, envolvida com outras atividades, pessoais, familiares e profissionais, e 
também pq tive que aprender a me manifestar no nosso blog. Espero ter aprendido certinho, he, he. 

Ótimo nosso encontro, o jantar, o carinho da anfitriã, a companhia das queridas amigas - eu estava com saudades. Ótima, também, como sempre a ata de nossa querida e criativa redatora oficial. Bem fidedigna, exceto quanto à biografia do autor,he, he, de novo. Levei tudo preparadinho, queridas, mas como cheguei atrasada, involuntariamente, registre-se (missa de formatura da minha filha Mariana, em psicologia) e como havia muito o que comentar e ler e debater a respeito do livro, acabamos sem tempo. Aproveito para colar abaixo o resuminho que eu tinha preparado, sobre o autor. E prometo não chegar atrasada nos próximos, para apresentar as biografias na hora certa, antes de debatermos o livro. Aí vai, bom fim de semana a todas, bjo, Titina:

O nosso escritor desse mês é Edmund Waal. Ele é um ceramista de renome mundial, que vive em Londres. Nasceu em 1964. Estudou literatura em Cambridge e também no Japão. O livro “A Lebre com Olhos de Âmbar”, segundo Edmund, se constitui essencialmente na biografia de uma coleção de netsuquês. É, porém, de forma indireta, a biografia de sua família. O foco, contudo, é na coleção de netsuquês, como a coleção começou, por onde andou, em que locais foi guardada, etc. A partir daí, toma-se contato com a vida da família do autor. É contada a ascensão e a queda de uma dinastia judaica. Por via reflexa, tem-se um panorama da vida cultural na Europa do final do sáculo XIX ao século XX, e dos problemas enfrentados no continente, as duas guerras mundiais, a perseguição aos judeus, etc. O livro trata ainda da diáspora do povo judeu e da sobrevivência dos objetos. A coleção passa por quatro proprietários e é guardada em quatro lugares, conforme contado no livro: 
1. Na sala de Charles, em Paris;
2. No quarto de vestir da bisavó do autor, Emmy, no Palais Ephrussi, em Viena, ao alcance de seus filhos (dentre os quais a avó do autor);
3. No quarto de do tio do autor, irmão de sua mãe, Ignace ou Iggie, em Tóquio;
4. E, por fim, na casa do próprio escritor, em Londres, ao alcance de seus filhos, como estivera ao alcance de sua avó quando criança.
O autor recebeu o prêmio Costa Booking Awards em 2010 pelo livro, na categoria biografia. Trata-se de um prêmio prestigiado no Reino Unido, que premia autores do Reino Unido e Irlanda com 5.000 libras. O livro já foi publicado em 20 línguas.
18 de agosto de 2012 15:32

Titina


quinta-feira, 9 de agosto de 2012

A Lebre Com Olhos de Ambar ( A Reunião)


E eis que lemos  A Lebre Com Olhos De Âmbar, livro denso de conteúdo, conceitos e informações. Assim foi também nossa frutífera reunião. Evelyn nos recebeu com a porta aberta e um gritinho de: Venham aqui pra cima!!! O estacionamento interno gratuito,  os vinhos de todas as cores, os palitinhos de queijo e aperitivos, a comida da Jurema e aquele sorriso de anfitriã que faz tudo pra agradar suas queridas amigas do Clube de Leitura Toscana, foi perfeito!

Bom, nem tudo... A Titina, chegou atrasada e como se não bastasse, não trouxe a biografia do autor. Parece que apresentou atestado à Presidente e, como falou em irmos a Parati,  imagino que tenha sido perdoada. Eu também perdoaria, afinal, com aquele vestido floreado e as covinhas do seu sorriso, quem não relevaria...

A presidenta Lídia, cada vez mais empenhada e profissional, fez resumos por períodos históricos, que foram entregues a todas para orientar o debate.  Começou, lendo em voz alta, a Denise, com o trecho que se referia a Paris.  A relação da personagem Charles com artistas e obras tão conhecidas e importantes, impressionou, como também seu comportamento cheio de usanças consideradas ousadas até para o nosso tempo. Suzana comentou que a vida dele devia ser ótima, mas ler sobre ela foi um pouco enfadonho.

Depois foi a vez  da Lise nos apresentar o período Vienense. Mais triste, menos brilhante que o primeiro. Algumas gostaram de Viktor, Lise adorou Elizabeth (sua chará), e todas se impressionaram com Emmy ; marido, filhos, e muitos amantes... As piadinhas foram inúmeras! Falavam e depois me olhavam, pedindo piedade e implorando para que eu não escrevesse.  Tava complicado pra mim... De um lado a Denise , me ditando as frases que eram ditas, na minha frente a Lise e a Suzana me pedindo pra poupá-las e as apimentadas Cléo e Karin, arrepiando nas declarações...

A Segunda Guerra Mundial ficou a cargo da leitura da Karin com sua pronúncia impecável do alemão. Aqui, a tristeza realmente predominou. A decadência, a destruição, as fugas e as mortes. Perdas, é sempre difícil lidar com elas. Karin contou a história dos pais, que, em lua de mel, acabaram por “ assistir “ a Guerra toda. Arletinha leu o trecho em que Elizabeth descreve sua volta a Viena após o conflito e define todo o sofrimento no som de uma voz e seu efeito. Refletimos sobre as injustiças cometidas e sobre como um sequestro de bens é também um sequestro de identidade e de história .

Por fim, quando já estávamos totalmente inquietas e a concentração havia  se esgotado... Enquanto eu ajudava a Evelyn a, literalmente, arrancar a rolha dos vinhos, Lidia leu a resenha sobre Tóquio.  Falamos um pouco sobre o General McArthur e suas medidas quando comandou a ocupação americana no Japão e, enfim,  passamos a pensar no próximo livro.

Estava definido o Último Judeu, mas como a temática da Lebre já abordava o povo judeu, a colega Arlete, ameaçou se abster da próxima leitura, visto que também havia lido recentemente o Cemitério de Praga e preferia algo mais leve. Aliás todas queriam algo mais leve... Por leve, entenda-se ... bem, não ficou muito claro... A verdade é que pela primeira vez, 3 membros trouxeram o mesmo livro para indicar: 50 Tons de Cinza de E L James.  Evelyn, Titina e Cléo indicaram, mas outras tantas já tinham ouvido falar e estavam curiosíssimas... Então, em busca da leveza e, pelo que pude intuir, da descontração total, o livro para o dia 28 de agosto é este. Salve-se quem puder!!! Venham todas, esta reunião promete...

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Reconhecimento

Queridas amigas do Clube de Leitura Toscana,

Hoje, olhando o Blog, lendo os textos, vendo as fotos, imagino o orgulho que nossa Presidente deva ter de tudo isto.
Esta nossa amada líder, mulher e profissional ocupada e renomada, soube tirar da gente a qualidade ainda escondida
e, dar a cada uma de nós a oportunidade de lendo, nos divertir; de debatendo ampliar nossa visão; de pensando, crescer...
E qual será o nosso limite?
Não há limite... Entramos numa aventura que nos levou no tempo e no espaço da Alemanha a Portugal, da China aos Estados Unidos,
do Japão a India, fomos pra África, acho que até em Santa Catarina estivemos, mas daí poucas gostaram.
Foram passagens de ida e volta onde mergulhamos em realidades impressionantemente diferentes das nossas, mas que vivem 
experiências iguais as que temos todos os dias.
Espetacular como histórias tem este poder de nos levar pra tão longe só pra nos ensinar que, apesar do nosso tempo e cenário 
serem diferentes, o mundo é pequeno, ou como se diz na Italia, " Tutto il Mondo é Paese"...
Em palavras pobres: somos todos iguais e o mundo não mudou tanto assim...
Aguardo ansiosa nossa próxima reunião, esperando também, poder participar. Tenho muita saudade da proximidade que o Clube 
nos proporciona.
Beijos a todas e um abraço apertado, cheio de reconhecimento a nossa Presidente!
Lidia, te amo!

Andrea

quinta-feira, 28 de junho de 2012






Reunião do dia 27 de junho de 2012.


A Visita Cruel do Tempo
(Jenniger Egan)


“É essa a realidade, não é?
Vinte anos depois, a sua beleza já
Foi para o lixo, especialmente
Quando arrancaram fora metade das suas entranhas.
O tempo é cruel, não é?
Não é assim que se diz?”


Ontem nos reunimos no Restaurante Marcos, no Bourbon Shopping, éramos sete: Lise, Suzana, Lidia, Denise, Karen, Titina e Evelyn. A ausência das demais amigas foi profundamente lamentada por todas.
O livro foi considerado interessante e algumas amigas como a Titina, a Denise e a Suzana disseram que apreciaram muito a leitura, com a intenção de ler de novo. A Lise e a Denise não haviam terminado o livro, mas isto não as impediu de participar ativamente da discussão.
A nossa querida Presidente Lidia adotou uma nova técnica de discussão, aprovada amplamente por todas. Distribuiu, previamente, perguntas a cada uma de nós, que, por ordem e muito disciplinadamente, respondemos, com os comentários posteriores de todas. Cada uma contribuiu muito com o debate, pois, a cada comentário, nos dávamos conta de que não havíamos prestado atenção àquele detalhe, ou não havíamos relacionado as pessoas, foi realmente um desafio.
A comida estava maravilhosa e muito farta e a companhia excelente.
Também ficou decidido que, deste vez, escolheríamos dois livros, para sabermos com antecedência os dos próximos dois meses e dar margem para  compra, sem correria.
Assim, o livro “A Lebre com Olhos de Âmbar” de Edmund de Waal será o próximo livro a ser lido (mês de julho) e em agosto leremos “O Último Judeu” de Noah Gordon. Assim, no dia 01 de agosto nos reuniremos lá em casa às 19h30min, será um grande prazer recebe-las e, nesta reunião será escolhido o livro que leremos no mês de setembro.
Outra decisão importante foi no sentido de que, de agora em diante, as atas e fotos não serão mais enviadas por mensagem. Todas devemos entrar no nosso Blog para saber das novidades e comentários.
Coloquem logo na agenda e se programem para a próxima reunião.
Beijos

Evelyn
(Redatora Substituta pela única e última vez)